fbpx

CENTRAL DE ATENDIMENTO 24H: 0800 61 3333

Em 'luto' pela saúde, médicos fazem protesto em frente ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso

Médicos e servidores da saúde pública de Cuiabá realizam na tarde de quarta-feira, 15 de abril, protesto em frente ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). A manifestação deve começar às 13h30. Na sexta-feira passada, 10, a desembargadora Maria Helena Póvoas atendeu a solicitação da Procuradoria do município de Cuiabá e decretou a ilegalidade do protesto, sob pena de multa diária de R$ 20 mil.

De acordo com o Sindicato dos Médicos, a categoria irá discutir o movimento na presença da desembargadora Clarice Galdino. Apesar da notificação judicial, a categoria deliberou pela continuidade do protesto.

Na convocação do Sindicato, os médicos irão usar uma tarja preta em luto pela saúde.

Na lista de reivindicações apresentadas pelo Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed) estão: segurança no ambiente de trabalho em razão de episódios de agressões envolvendo profissionais da saúde, aumento do número de profissionais para atendimento a população nas Unidades de Pronto-Atendimento e Policlínicas instaladas em Cuiabá, assim como melhores condições estruturais para o desenvolvimento das atividades e um plano de carreira para classe.

Ao Olhar Direto, na última sexta-feira, o secretário Municipal de Governo e Comunicação, Kleber Lima, afirmou que os médicos tentam “escamotear” o real motivo da greve ao pedir melhorias nas condições de trabalho e na qualidade da saúde. Para ele, o verdadeiro motivo é apenas o dinheiro em forma de um aumento salarial e isso fica evidenciado com a falta de vontade do Sindicato dos Médicos (Sindimed-MT) em negociar.

Fonte: http://www.olhardireto.com.br/
Foto: Hamid Najafi, via Flickr