fbpx

CENTRAL DE ATENDIMENTO 24H: 0800 61 3333

Mulher acusa médico de negar atendimento em hospital do Méier (RJ)

Por Ana Clara Veloso
do Portal Extra

 

Uma paciente fez um registro de ocorrência na polícia, afirmando ter tido o atendimento negado por um médico em um hospital do Méier, Zona Norte do Rio. A dona de casa Mere Teresinha da Silva, de 50 anos, já tinha sido atendida na unidade, cerca de duas semanas antes, quando quebrou um dedo de seu pé. Com fortes dores, anteontem, ela decidiu retornar ao médico, mas conta que ficou surpresa.

— Passei pela triagem e a profissional até lembrou de mim. Falou que meu pé estava muito inchado e ia me encaminhar para um médico, pois ele poderia me medicar ou até precisar fazer um novo exame de raios-x. Mas, quando entrei na sala do doutor, ele falou apenas que o procedimento já feito estava correto e não iria me atender. Saí da sala e voltei com meu filho, William — conta Mere, lembrando:

— O médico repetiu para ele que não me atenderia e meu filho pediu o RG e o nome para irmos à polícia, registrar como omissão de socorro. Mas ele não passou.

William, no entanto, pediu ajuda a um policial militar que prestava serviço na rua. De acordo com o registro de ocorrência feito na 23º DP (Méier), mesmo com a interferência do PM, o médico teria continuado a recusar o atendimento e a se identificar, sob a alegação de que seria coronel. O policial foi com Mere e William até a delegacia para prestarem a queixa e, ao voltarem ao hospital, não encontraram mais o médico. Uma audiência entre as partes está marcada para o dia 20 de abril, no 5º Juizado Especial Criminal, no Méier.

Procurada, a direção da unidade de saúde informou que abrirá procedimento para apurar a denúncia. “A unidade ressalta apenas que o médico não se ausentou do hospital, sua presença foi solicitada no centro cirúrgico em virtude de uma delicada cirurgia”, afirmou.

Foto: Divulgação/Arquivo pessoal