fbpx

CENTRAL DE ATENDIMENTO 24H: 0800 61 3333

Sumaré confirma quarta morte por gripe H1N1; vítima tinha 55 anos

Já são oito casos desse tipo de gripe confirmados na cidade. Homem que morreu não chegou a tomar a vacina, mas estaria dentro do novo grupo prioritário, entre 50 e 59 anos

Por G1 Campinas e Região

Chega a quatro o número de mortes por gripe A H1N1 em Sumaré (SP) este ano. A Prefeitura confirmou, nesta quarta-feira (11), que a vítima é um homem de 55 anos, e este é o oitavo caso comprovado da doença na cidade.

A quarta vítima era portadora de doença crônica e morava na região central. O óbito foi em 7 de junho, antes do Ministério da Saúde liberar as doses da vacina para dois novos grupos prioritários: 50 e 59 anos e crianças de 5 a 9 anos. Por isso, ele não chegou a ser imunizado, segundo a Prefeitura.

A morte do homem já estava entre os 27 casos sob investigação, divulgados na semana passada pela Vigilância Epidemiológica da cidade.

Segundo a Secretaria de Saúde, 1.682 pessoas se vacinaram até 5 de julho considerando os dois novos grupos prioritários (de crianças maiores e adultos). Todas as 22 unidades de saúde da cidade mantém a vacinação contra gripe.

Outras vítimas
Em maio e junho, a Vigilância Epidemiológica da cidade confirmou as duas primeiras mortes por H1N1 no ano. Um menino de 4 anos foi a primeira vítima. Ele morava no Distrito de Nova Veneza e morreu em 27 de abril.

O segundo óbito foi de um homem de 31 anos que contraiu a doença em outra cidade, o primeiro caso importado, portanto. Ele morreu em 5 de maio. Os agentes realizaram uma investigação com pessoas próximas da vítima e familiares, mas não havia outras pessoas com os sintomas da doença.

A terceira morte foi confirmada na semana passada. Um menino de 5 anos, que morreu em 25 de maio, de acordo com a Vigilância. Ele morava no Centro

Foto: Reprodução/TV Globo