Encontro de Direito Médico em Porto Velho debate responsabilidade médica no SUS


Na foto, Emília Oiye, promotora de Justiça, que falará sobre o SUS em sua palestra

 

PORTO VELHO (RO) – O VII Encontro de Direito Médico de Rondônia, que acontece na próxima quarta-feira (13), a partir das 14h, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia, em Porto Velho, inseriu a responsabilidade do médico que atua no Sistema Único de Saúde (SUS) na pauta. O evento é organizado pelo escritório Cândido & Henrique Advogados Associados, associado à Anadem (Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética) e abordará este e outros temas de relevância para o setor de Saúde.

“A responsabilidade médica junto ao SUS”, será tratada em palestra a ser ministrada pela promotora de Justiça da área de saúde do Ministério Público de Rondônia, Emilia Oiye.

Em seguida, sob a mediação do advogado Cândido Ocampo, haverá um debate sobre o tema “A judicialização da medicina”. Com Emília, vão compor a mesa de discussão a também promotora de Justiça Rosângela Marsaro Protti, o desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia, Gilberto Barbosa Batista dos Santos, o presidente da Anadem Raul Canal, o presidente do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) Andrei Leonardo Freitas de Oliveira e o secretário municipal de Saúde de Porto Velho Orlando Ramires. Após o debate, o público poderá fazer perguntas.

Considerando o público alvo – profissionais e acadêmicos de Medicina e de Direito -, Emília optou por abordar a responsabilidade médica no SUS. “Atuando no atendimento à população, estes profissionais acreditam não fazer parte do sistema. Minha abordagem vai mostrar que o SUS é solidário, pertence ao povo e todos têm participação importante”, disse.

Emília Oiye ressalta a dificuldade que o Ministério Público tem para atuar devido à lentidão da máquina pública. “Conseguimos alguns resultados positivos em casos pontuais; porém, naqueles casos coletivos, infelizmente existe demora na resposta por parte da gestão, ainda que se reconheça ser um serviço imprescindível para o cidadão”, comentou.

De acordo com o advogado Cândido Ocampo, coordenador do evento, o VII Encontro de Direito Médico de Rondônia, como nas edições anteriores, trará à pauta temas atuais e de interesse de toda a sociedade, principalmente na ênfase do exercício da medicina no serviço público e os desdobramentos éticos e jurídicos da relação médico-paciente também no setor privado.

Ocampo ressalta o apoio do Conselho Regional de Medicina do estado, da Seccional de Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil, da Anadem, da Faculdade São Lucas e do Hospital Hosp-Cor. “Sem o apoio destas instituições, este evento não seria possível”, disse.
Mais informações e inscrição (gratuita) no site www.direitomedicorondonia.com.

Compartilhar:

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *