fbpx

CENTRAL DE ATENDIMENTO 24H: 0800 61 3333

Espasmo na coluna de Marcelo foi semelhante ao famoso 'mau jeito'; entenda

Lateral-esquerdo da Seleção deixou campo no início do jogo de Brasil contra a Sérvia nesta quarta-feira (27). Para ortopedista, jogador deve se recuperar bem

Por Monique Oliveira, G1

O famoso “mau jeito” pode ter sido o motivo pelo qual Marcelo, lateral-esquerdo da Seleção, deixou o campo no início do jogo do Brasil contra a Sérvia nesta quarta-feira (27). O nosso camisa 12 apresentava claros sinais de dor aguda — como bem demonstra a imagem acima — mas a recuperação deve ser rápida, avalia ortopedista.

De modo geral, a depender do “mau jeito”, doi muito e assusta, mas não há motivo para grandes preocupações em uma pessoa sem uma doença prévia. Essa é a avaliação de Ricardo Munir Nahas, médico do esporte, ortopedista e chefe do Centro de Medicina do Esporte do Hospital 9 de Julho (SP).

Quando Marcelo deixou o campo, a CBF divulgou tratar-se de um “espasmo na coluna”, uma contração involuntária do músculo.

O ortopedista explica que, pela característica do espasmo, o evento se assemelha ao famoso “mau jeito” — condição comum em áreas muito acionadas para o movimento, como as regiões do pescoço e da lombar.

Por que o mau jeito ocorre?
No “mau jeito”, explica Nahas, o músculo se contrai para proteger a articulação. “É um aviso para que o movimento seja interrompido. Não dá mais para se mexer, não dá para jogar. É aí que as pessoas mancam, não conseguem mais rotacionar a coluna, etc..”

O mau jeito ocorre geralmente, segundo o especialista, em situações em que o cérebro envia dois comandos simultâneos e contraditórios ao músculo em um curto espaço de tempo.

Medicamentos controlam a dor, mas repouso é necessário
Não há muito como evitar esse tipo de espasmo, que pode ocorrer com qualquer um. “A não ser que ele ocorra repetidamente. No caso de um escritório, por exemplo, é preciso analisar o mobiliário”, diz.

O tratamento é feito com o controle da dor: relaxante muscular, analgésico ou anti-inflamatório aliviam o desconforto imediato — como foi feito com o Marcelo assim que a dor surgiu.

Foto: Maxim Shemetov/Reuters